Skip to content

Tendências de negócios para 2017

O Portal Administradores publicou tendências para negócios em 2017, confira abaixo.

As perspectivas para um novo ano são sempre envolvidas por promessas e tomadas de decisão. Para de fumar, perder peso, aprender uma nova língua, conhecer um novo país… mas a grande promessa que todos fazem e realmente querem é:

Ter sucesso e ganhar dinheiro!

Este momento de reflexão sobre a vida, especialmente a vida profissional, é muito importante para que possamos avaliar o que realmente importa na nossa jornada. Algumas perguntas permeiam nossos pensamentos como: estou satisfeito com meu trabalho? É possível ter uma vida menos estressante? Como posso ganhar mais?

Percebo que a resposta para muitas dessas perguntas envolve abrir um negócio próprio, ainda que a vida de empreendedor não garanta necessariamente menos estresse e mais dinheiro. O que há, isso sim, é a perspectiva de trabalhar com o que gosta e de ser diretamente responsável pelo rumo do seu negócio e da sua vida.

Pensando neste cenário, vou falar um pouco sobre um nicho que se mostra bastante interessante e tem tudo para levar empreendedores ao sucesso: as startups. Aqui vão algumas tendências de negócios para 2017 que certamente ouviremos falar muito:

Fintechs

As startups de finanças já são uma realidade no mundo todo e no Brasil estão em pleno desenvolvimento. As “fintechs” chegaram para revolucionar a área financeira e já causam dores de cabeça nos grandes bancos, que ainda não sabem direito como lidar com esse novo fenômeno. O que essas empresas oferecem são uma nova realidade para as classes menos abastadas, com taxas de juros bem menores e quase nenhuma burocracia. O atendimento é semelhante ao das agências convencionais, mas tudo é feito online, dispensando deslocamentos e perda de tempo em filas de espera. Os aplicativos estão tomando o lugar das agências, principalmente entre os jovens de baixa renda. Existem plataformas que trabalham com moeda virtual, o que deve ser uma tendência para o futuro. Elas permitem fazer pagamentos de todo tipo, investimentos e outras operações, convertendo dinheiro real em dinheiro virtual.

Sustentabilidade

Com o meio ambiente tão em pauta na última década, não poderiam faltar oportunidades nesta área. Problemas relacionados à poluição, falta d’água, desperdício de alimentos, acúmulo de lixo, entre outros, são oportunidade de negócio para empresas que investem no conceito de sustentabilidade. Um exemplo bem claro deste universo são as “agtechs”, startups voltadas ao agronegócio e que estão se fortalecendo no mercado devido à demanda por novas soluções no setor.  Nos últimos anos, algumas empresas apostaram no agronegócio e de forma promissora estão se destacando dentro e fora do Brasil. Existem diversos serviços sendo desenvolvidos para este setor que prometem revolucionar os métodos de trabalho na agricultura. O mercado de alimentos orgânicos e mais saudáveis, tem ajudado estes novos empreendedores a desenvolver aplicativos com funções que facilitam a vida dos produtores e dos consumidores.

Nutrição, saúde e esportes

A preocupação com hábitos alimentares e atividades saudáveis está tomando conta da sociedade. É comum ver as academias cheias, os parques movimentados nos finais de tarde e finais de semana e a procura intensa por assistência de nutricionistas e preparadores físicos. Com isso, surge uma demanda grande para os profissionais de nutrição, saúde e esporte. As startups desta área tem um futuro promissor pela frente e 2017 promete ser um ano onde este tipo de serviço deve se consolidar. Há um amplo mercado a ser explorado, que vai desde aplicativos que ajudam o consumidor a manter hábitos saudáveis, que conectam profissionais de saúde com seus pacientes, ou até serviços para outras empresas, como produtos altamente tecnológicos para uso na medicina.

O2O – Online to Offline

O processo de convergência do online para o off-line é uma das apostas para o próximo ano. Serviços como o Uber e o AirBnB, ajudaram a mudar o conceito e a cultura dos consumidores no mundo todo. Se pararmos para pensar, há dois ou três anos poucos tinham o hábito de pedir comida ou chamar um táxi por meios online. Essa prática tende a crescer neste ano e se popularizar em nichos específicos, trazendo mais facilidade para tarefas cotidianas. O aumento das tecnologias de localização e o aprimoramento constante dos dispositivos móveis, são a principal força motriz desse mercado. Com o uso cada vez mais intenso de serviços móveis, o próprio conceito de consumo vem mudando e ter serviços ao alcance de alguns cliques é visto como obrigação das empresas. Este processo O2O, abrange vários setores de consumo, como serviços alimentícios, transporte e logística, hotelaria, turismo e diversas atividade em que as empresas podem oferecer este diferencial para os consumidores.

O cenário é promissor. São inúmeras alternativas com possibilidade de sucesso. Agora cabe a você fazer sua escolha, arregaçar as mangas e ir em busca do seu plano de negócio!

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *